Laranja: alimento aliado do pulmo

Voltar

Alimentos ricos em vitamina C são antioxidantes, reduzem a ação dos radicais livres e previnem o envelhecimento precoce das células pulmonares. Estudos recentes, publicados em periódicos científicos como The American Journal of Clinical Nutrition e American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine, apontam, ainda, que indivíduos que consomem ao menos uma porção de laranja diariamente apresentam menor declínio da função pulmonar ao longo do tempo. “O alimento, rico em vitamina C e magnésio, pode reduzir os riscos de doenças obstrutivas crônicas dos pulmões, as DPOCs, grupo de moléstias que inclui a bronquite e o enfisema pulmonar”, esclarece o nutricionista Ricardo Zanuto, doutor em Fisiologia e Biofísica. A vitamina A é outro composto da laranja com papel fundamental no bom funcionamento do organismo. “A substância atua na regeneração dos alvéolos, pequenas estruturas dos pulmões responsáveis pelas trocas gasosas”, diz a nutricionista Paula Crook.

laranja_3_2

 

Quanto você precisa consumir O melhor é consumir pelo menos uma laranja por dia. Para preservar todas as propriedades da fruta, prefira cortá-la só no momento de comer ou fazer o suco. Quanto mais tempo ela ficar em contato com o calor ou a luz, menos vitaminado se tornará seu suco, já que o composto é extremamente sensível a essas variações externas. Também é preciso tomar cuidado com os excessos. “Consumir muita vitamina C pode ser prejudicial, pois ela pode provocar diarreia e até aumentar o risco de aparecimento de pedras nos rins”, alerta Ricardo Zanuto. Ação em otras partes do corpo A vitamina C é antioxidante, atua sobre o sistema imunológico e ajuda a reduzir o risco de certos tipos de câncer. “As laranjas contêm rutina, hesperidina e outros bioflavonoides, pigmentos vegetais que previnem ou retardam o crescimento de tumores. As membranas entre seus gomos também fornecem uma boa quantidade de pectina, uma fibra solúvel que ajuda a controlar os níveis de colesterol no sangue e ainda favorece o bom funcionamento do intestino”, garante Paula Crook. O composto tem também função importante na absorção do ferro, essencial para oxigenar todos os tecidos do corpo. E até sobre a pele a vitamina consegue atuar de maneira benéfica. “Ela participa da formação do colágeno e da elastina, responsáveis por emprestar firmeza e viço à pele. Como se não bastasse, a vitamina C tem uma ação importante no processo de cicatrização”, complementa a nutricionista funcional Patrícia Davidson.  

Fonte: revistavivasaude